Telefone Oncovida (83)2107.2222 / 2107.2226

O que é taquipneia?

O que é taquipneia?



Esse é um termo referente à respiração acelerada. Utilizado por médicos para tanto, a taquipneia pode ser provocada por uma série de fatores, por exemplo, doença pulmonar. Em média, indivíduos adultos completam por minuto cerca de 12 a 20 ciclos de respiração, ou seja, pessoas consideradas sadias inspiram e expiram cerca de 12 a 20 vezes a cada minuto. Taquipneia é o termo usado para se referir a pessoas que possuem o ciclo respiratório muito mais rápido do que o usual.


Vale a pena mencionar que recém-nascidos e bebês possuem a respiração já naturalmente mais acelerada do que pessoas mais velhas. Por exemplo, recém-nascidos podem chegar a completar até mesmo 60 ciclos por minuto, sendo que, nesses casos, denomina-se taquipneia transitória.


Dentre as causas da taquipneia, ou respiração acelerada, podemos destacar, asma, pneumonia, gravidez, bronquite,enfisema pulmonar, asfixia, estresse, ansiedade, doença pulmonar e síndrome do pânico, por exemplo. Diante do sintoma um médico deve ser procurado para que a causa do problema seja identificada e para que se possa dar início ao tratamento mais adequado. Algumas vezes o tratamento pode ser bastante rápido e efetivo, outras vezes nem tanto. Por isso, não hesite em procurar por um profissional o quanto antes.


Como se adquire?


A taquipneia, também conhecida como respiração acelerada, pode ser provocada por vários motivos, por exemplo, asma, bronquite, pneumonia, gravidez, síndrome do pânico, estresse, asfixia, ansiedade, enfisema pulmonar, edema pulmonar e insuficiência cardíaca.


Pode também ser uma decorrência da prática exagerada de exercícios físicos, assim como pode ser uma decorrência de síndrome do desconforto respiratório agudo ou de síndrome de Guillain-Barré. Por fim, outras possíveis causas da taquipneia são peritonite e miastenia gravis.


Sintomas


Taquipneia é o termo utilizado para designar respiração por demais acelerada. Estima-se que uma pessoa adulta saudável complete cerca de 12 a 20 ciclos de respiração por minuto, ou seja, um indivíduo normal inspira e expira cerca de 12 a 20 vezes a cada minuto. Quando a pessoa completa mais de 20 ciclos respiratórios por minuto dizemos ser um caso de taquipneia.


O sintoma característico da taquipneia é, portanto, a respiração acelerada. Quando ela passa depois de alguns minutos não há problemas, por exemplo, em decorrência de uma prática esportiva. No entanto, quando ela não passa depois de um tempo ou quando é muito recorrente, um médico deve ser procurado com urgência.


Importante lembrar também que recém-nascidos e bebês costumam ter a respiração mais acelerada do que adultos. Recém-nascidos podem até mesmo completar 60 ciclos de respiração por minuto, sendo nesses casos a taquipneia chamada de taquipneia transitória.


Diagnóstico

São várias as causas que podem levar à respiração acelerada ou taquipneia, por isso, um profissional de qualidade deve ser consultado e um cuidadoso exame físico deve ser feito para o diagnóstico.


É fundamental prestar atenção na continuidade do problema, assim como é importante verificar a existência de outros sintomas tais como febre, dor no peito, respiração dificultada ou mudanças na cor da pele, por exemplo.


Os especialistas mais indicados para o diagnóstico da taquipneia são o clinico geral, o cardiologista e o pneumologista. Uma série de perguntas serão feitas durante a consulta, tais como se faz tempo que o problema existe, se a pessoa é fumante, portadora de alguma disfunção ou se há outros sintomas. Depois de determinado o que vem provocando a respiração acelerada um tratamento adequado deve ter início.

 

Tratamento

O tratamento para taquipneia vai variar de acordo com o que vem provocando a condição. Muitas vezes, a taquipneia é passageira, como quando é decorrente de alguma prática esportiva ou de alguma situação de medo, por exemplo. No entanto, especialmente quando vem acompanhada de outros sintomas, um médico deve ser consultado para que se verifique o que vem provocando a respiração acelerada.


Casos de taquipneia devido à pneumonia, por exemplo, devem ser tratados ser tratados junto do tratamento da doença em si com o uso dos medicamentos específicos para tanto. Já uma taquipneia provocada por asma deve ser tratada com o uso de fármacos como broncodilatadores. A taquipneia pode ser um sintoma de diferentes condições, por isso, o seu tratamento irá variar de acordo com a condição que a vem provocando.

 

Prevenção

A taquipneia é um sintoma de uma série de condições, por isso, não existe uma forma exata de se prevenir dela. Pode-se dizer que o hábito de fumar é algo que deixa as pessoas mais predispostas a tanto, por isso, evitar fumar pode ser uma boa medida preventiva.


Além disso, é recomendado também tomar cuidados básicos de saúde como evitar a exposição ao frio e sempre manter uma dieta balanceada e rica em nutrientes, de forma a manter o corpo forte, protegido e afastado de condições como bronquite e pneumonia, por exemplo. Por fim, lembre-se de não realizar automedicação e de procurar por um médico sempre que notar algo de estranho com o seu corpo.



Fonte: saudemedicina